Sistema de cores da Copic: Como usar Copic Markers – Parte II

Quem nunca ficou em dúvida sobre qual cor de Copic® comprar? Ou já tentou fazer uma mistura de cores e o resultado não foi o esperado? Esse post vai ajudá-lo com um pouco mais sobre o Sistema de Cores da Copic® e uma série de dicas úteis.

Olá Dezáinas! Em meu último post sobre o Sistema de Cores da Copic ®, falei sobre como são organizados os tons de cinza e dei algumas dicas de como usá-los. Se você está chegando agora e não leu o post sobre os cinzas, recomendo a leitura aqui. Agora nesse post, vou mostrar como funciona o Sistema de Cores da Copic ® para as canetas coloridas. 

Se alguma vez você já ficou em dúvida sobre qual cor de Copic® comprar, ou já tentou fazer uma mistura de cores e o resultado não saiu muito bem como o esperado, esse post vai ajudá-lo bastante. Vamos lá. 

Nas canetas coloridas, a organização dos diferentes tons é semelhante aos cinzas. A diferença é que código da cor não informa apenas a família de cor (identificada pela letra) e o intensidade/brilho da cor (identificado pelo último número), existe também uma terceira informação: a matiz dentro da família de cor. 

Sistema de cores da Copic
Mas antes vamos voltar rapidamente na família de cor.

Sistema de Cores da Copic: As famílias de cor

Nos cinzas, a letra identifica a tonalidade: W = cinza quente (warm), C = cinza frio (cool) e assim por diante. Nos tons coloridos, a letra também identifica a família de cor à qual a cor pertence, sendo apenas uma tradução do inglês. Veja abaixo: 

  • B = Blue (azul)
  • BV = Blue Violet (azul-violeta)
  • V = Violet (violeta)
  • RV = Red Violet (vermelho-violeta)
  • R = Red (vermelho)
  • YR = Yellow Red (amarelo-vermelho)
  • Y = Yellow (amarelo)
  • YG = Yellow Green (amarelo-verde)
  • G = Green (verde)
  • BG = Blue Green (azul-verde) 
Famílias de cor no sistema de cores da Copic
  • OBS: as cores E (terrosos/tons de pele) e F (fluorescentes) são cores compostas e não se encaixam nesse círculo. Falaremos sobre essas cores em breve em outras postagens.

Sistema de Cores da Copic: Matizes ou tonalidades

O primeiro número logo após a letra identifica a matiz dentro da família de cor. Matiz é a tonalidade dentro da família de cor. Por exemplo, os diversos tipos de azul.
Sistema de Cores da Copic - Matizes ou tonalidades

Repare que a matiz de B0’s (formada pelas cores B01, B02, B04, B04…) é diferente da matiz de B2’s (formada pelas cores B21, B24, B26…) que por sua vez é diferente da matiz de B4’s (B41, B45…) e da matiz de B9’s (B91, B93, B95, B97…). 

  • Dica Copic®: como regra geral, a matiz 0 é sempre a cor mais pura (saturada) de cada família de cor (ex: B0’s, R0’s, V0’s, G0’s… e assim por diante). 

Sistema de Cores da Copic: Intensidade ou brilho

Por fim, o último número identifica a intensidade/brilho da cor dentro da mesma matiz, em uma escala variando de 0 (mais claro) a 9 (mais escuro).
Sistema de Cores da Copic - Intensidade ou brilho

Repare que independentemente da família de cor ou da matiz, o último número sempre determina se ela é mais clara ou mais escura. 

  • Dica Copic®: a intensidade/brilho da cor é quase sempre proporcional em todas as famílias de cor e matizes. Ou seja, um vermelho terminado em 2 (ex: R02) tem uma intensidade/brilho equivalente a qualquer outro vermelho terminado em 2 (ex: R12, R22 ou R32, veja acima) ou ainda uma cor de outra família terminada em 2 (ex: RV32, B12…). 
  • Dica Copic®: Em algumas famílias de cor, existem cores na matiz 0 ainda mais claras que as de brilho/intensidade 0. São as cores 000 (matiz 0 intensidade 00, mais clara) e 0000 (matiz 0 intensidade 000, ainda mais clara). A tabela acima mostra as cores R00, R000 e R0000. 
Parece complicado, né? Mas vamos à prática que será mais fácil de entender.

Como usar o Sistema de Cores da Copic

Para fazer um degradê/sombreamento perfeito

A forma mais fácil pra realizar um degradê/sombreamento perfeito é escolher cores com intensidade/brilho diferentes dentro da mesma família e dentro da mesma matiz.
degradê / sombreamento

Neste caso usamos as diferentes intensidades dentro da matiz B0x (B00, B01, B02, B04 e B05)

  • Dica para comprar suas Copic®: escolha uma família de cor que goste, escolha uma matiz que goste, e então compre todas as intensidades dentro dessa matiz.

Para fazer um degradê de mudança de matiz

Às vezes, será necessário criar transições de matizes dentro da mesma família de cor. Para facilitar, mantenha a intensidade/brilho e selecione matizes diferentes dentro da mesma família de cor.
degradê de mudança de matiz
Neste caso usamos diferentes matizes de azul (família B) com intensidade 1 (B01, B21, B41, B91).

Uma dica simples, porém, valiosa para melhorar a qualidade dos seus desenhos é: selecione as matizes mais saturadas para as áreas iluminadas do desenho e, para áreas mais escuras, selecione as matizes mais pálidas. É só combinar as duas técnicas acima e terá um resultado muito mais realista, como no exemplo a seguir.

degradê de mudança de matiz - sistema de cores da Copic

Nas duas árvores aumentei a intensidade das cores nas sombras, mas na árvore da direita selecionei uma matiz menos saturada (mais pálida), e o efeito é totalmente diferente.

  • Dica para comprar suas Copic®: em uma mesma família de cor, procure ter pelos menos dois grupos de matizes: uma matiz saturada para cores vivas e outra bem menos saturada para as cores pálidas.

Como fazer um degradê mudando a família de cor

Você não precisa ficar preso a uma mesma família de cor. É possível misturá-las também sem correr o risco de usar cores que não combinam. Para isso, faça uma transição de famílias de cor selecionando cores que contenham pelo menos UMA letra igual à sua cor atual.

Por exemplo, se gostou de uma cor B e quer fazer uma transição para uma cor R, escolha primeiro uma cor que também contenha a letra B (ex: BV), depois uma que contenha a letra V, depois uma RV, e por último a R. Se mantiver a intensidade/brilho (último número) é ainda mais fácil. 

degradê mudando a família de cor
No dia a dia, porém, você vai querer fazer misturas mais complexas, com luzes e sombras de famílias diferentes, como no exemplo abaixo.
sistema de cores da Copic degradê com famílias de cores diferentes

Repare que houve um aumento de intensidade/brilho, indicado pelo último número da cor, e uma transição de famílias de cor adjacentes.

  • Dica para montar sua coleção de Copic®: se tiver dificuldades em misturar duas cores que gosta muito, tente comprar cores de famílias intermediárias às cores que tem, com intensidade/brilho parecidos.

Agora é sua vez de tentar

Conhecendo um pouco mais do Sistema de Cores da Copic® você aprende a escolher e usar melhor as cores, seja para fazer trabalhos mais bonitos ou para otimizar sua coleção.

Acesse aqui nossa seção de Downloads e baixe as tabelas com todas as 358 cores da Copic® e observe a relação entre as diferentes intensidades, matizes e famílias de cor.

Se gostou do post, compartilhe! Mas, se ficou com alguma dúvida ou tem sugestões do que gostaria de aprender em um próximo post, deixe aqui seu comentário.

Até a próxima!  

2 Comentários
  1. Curso de Mosaico Diz

    Sou a Bruna de Souza, e quero parabenizar você pelo seu artigo escrito, muito bom vou acompanhar o seus artigos.

    1. Fábio Sevá Diz

      Obrigado Bruna! Muito em breve devo atualizá-lo com mais dicas! 😉

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais